quinta-feira, 20 de maio de 2010

Leve como um vestido ao vento


O mundo tece fios de esperança nessa nova era que se aproxima.
As cores e formas são tão nítidas.
Confortável,essa é a palavra que sustento com delicadeza.
Quero viver incansavelmente feito bolha de sabão no céu azul.
Transparente,livre,brilhante, sempre em direção ao infinito
de oportunidades que é dispostos no ar.

Mas o que me atrai são as luzes soltas na retina
e a sinceridade na atitude.
Na vitrine da vida,sou manequim bem vestido
que acompanha os pedestres atentos de perto.

E quando menos espero...
sinto que são arrepios que se espalham pela pele.
Aderi a tal moda de vulcão,
transbordo pelas veias e trago à tona
a felicidade na erupção do sorriso.

Estou leve,como um vestido ao vento ...
e essa plenitude que me encanta
Assim descobri que sou capaz de ser o mundo.
Afinal, ter o mundo só pra mim seria egoísmo demais.

2 comentários:

  1. Caixote de Pandora23 de maio de 2010 13:48

    Obrigada moça,
    Seja Bem Vinda ao Caixote de Pandora.

    Leia,siga,comente....Sinta-se em casa!
    Bjos

    ResponderExcluir

Encaixote suas ideias com cuidado!O feitiço pode virar contra o feiticeiro...